Warning: strip_tags() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/d/dd/f0/museudofolclore/public_html/wp-content/plugins/og/includes/iworks/class-iworks-opengraph.php on line 1021

Figuras de papel, tapioca e violeiros são as atrações do ‘Museu Vivo’  

Compartilhe:

A artista Eunice Coppi, mineira de Sabará, é um dos destaques deste domingo (23) de mais uma edição do Projeto Museu Vivo. Será uma oportunidade de o público conhecer Eunice e acompanhar como a artista cria suas obras – figuras feitas de papel e goma (de polvilho azedo), pintadas com tinta látex e verniz. Boa parte delas, inclusive, pode ser vista na exposição temporária ‘Meu mundo é de papel’, que ficará montada até o final do mês no Museu do Folclore.

As figuras da artista retratam personagens e objetos do tempo da sua infância e das manifestações folclóricas que acompanhou durante o tempo que frequentou o Projeto Piraquara, da Fundação Cultural Cassiano Ricardo, onde aprendeu a técnica de empapelamento para fazer os conhecidos bonecões. Eunice faz estas figuras há mais de 20 anos. Ela mora em São José dos Campos há mais de 40 anos, é casada e tem três filhos.

Outra participante da programação é a cearense Josefa Vieira Gomes (Zefa, como é chamada pelos amigos), que vai mostrar, de acordo com sua sabedoria popular, como faz tapioca. Zefa mora em São José dos Campos há 36 anos e conta que aprendeu a fazer a iguaria ainda na roça, de onde saiu aos 12 anos de idade, para morar na cidade. “Meu pai era agricultor e muito do que sei fazer hoje aprendi na roça”, diz ela.

 

 

Para completar a atividade, os irmãos baianos Olavo José de Almeida e Daniel José de Almeida, que formam a dupla de violeiros Olavo e Daniel, vão mostrar porque o gosto pela música vem do tempo em que eles ainda eram pequenos. “Naquela época nós ouvíamos nosso pai tocar viola e também acompanhávamos os programas de rádio, foi assim que sonhamos um dia tocarmos juntos”, contam eles.

 

As demonstrações desses detentores do saber acontecerão na área externa do Museu do Folclore, das 14h às 17h, e são abertas ao público. O Projeto Museu Vivo, desenvolvido pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo e Museu do Folclore, com gestão do Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), é uma realização da Prefeitura de São José dos Campos.

Museu do Folclore de SJC

Avenida Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

(12) 3924-7318

Postado em: 2

  1. Camila dos Santos Vieira
    21 de agosto de 2017

    Oi gostaria de saber qual o funcionamento desse Museu Vivo ?
    E de quantas horas é o certificado para alunos da Faculdade Bilac

    Responder
    1. Avelino Israel
      28 de agosto de 2017

      Bom dia Camila.
      O Museu Vivo acontece aos domingos à tarde, das 14h às 17h, uma ou duas vezes por mês. Em setembro teremos atividade nos dias 10 e 24.
      Sobre a declaração a que você se refere, ele á fornecida após visita agendada ao Museu do Folclore. Peço que ligue para o 3924-7318 e fale com Manoela para fazer o agendamento.

      Avelino Israel
      Assessoria de Imprensa – Museu do Folclore

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo