Warning: strip_tags() expects parameter 1 to be string, array given in /home/storage/d/dd/f0/museudofolclore/public_html/wp-content/plugins/og/includes/iworks/class-iworks-opengraph.php on line 1021

Exposição e biblioteca do Museu do Folclore mantém trabalhos e informações de Dona Lili

Compartilhe:
Imagem de Dona Lili tirada do vídeo Chuva de Anjos

O Vale do Paraíba perdeu na madrugada do dia 5 de junho uma importante representante da cultura popular regional. Maria Benedita dos Santos, a Dona Lili, como era mais conhecida, faleceu aos 96 anos de insuficiência respiratória. Além dos filhos, netos e bisnetos, Dona Lili também deixou um legado importante e rico para a nossa cultura popular. Seus ‘saberes’ podem ser identificados nos muitos trabalhos que produziu, a maioria figuras de barro. Sua história pode ser conferida em matérias de jornais, livros, vídeos e está na memória de muita gente.

“Eu conheci a Dona Lili e o seu trabalho na casa dela, quando ainda fazia pequenas casinhas utilizando material de caixa de fósforo e também as figuras de barro, feitas sempre a partir de alguma história real. E quando não havia, ela inventava”, conta Angela Savastano, presidente do Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP). “Quando inauguramos o Museu do Folclore de São José dos Campos, em 1997, ainda não tínhamos uma exposição montada, mas em uma das salas fizemos questão de montar um presépio com peças feitas pela Dona Lili”, lembra.

Foto: Arquivo FCCR
Dona Lili (à esquerda na ponta da foto) ao lado de sua filha, Fátima, durante lançamento do 22º volume do Cadernos de Folclore

 

Foto: Adenir Britto
Figura do bandeireiro na exposição

Hoje algumas peças criadas por Dona Lili podem ser apreciadas na exposição de longa duração do Museu do Folclore. Na Sala Festas estão expostas as figuras de um bandeireiro (feita por ela) e de uma procissão (produzida por ela e a família – foto maior), todas representando a Festa do Divino Espírito Santo.

Um pouco da sua história também está contada no vídeo ‘Chuva de Anjos – Figureiros do Vale do Paraíba’ (à disposição na exposição, na biblioteca do museu e na internet) e no 22º volume da Coleção Cadernos de Folclore (à disposição na biblioteca do museu e na internet). Além destes, na biblioteca do museu também há fotos da Dona Lili e recortes de jornal com matérias sobre ela.

Museu do Folclore: Avenida Olivo Gomes, 100, Parque da Cidade, Santana. Informações: 3924-7318.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo