Sem categoria

A música sempre esteve presente na vida do violeiro, artesão e artista plástico Ronnie dos Santos (foto maior), joseense que no domingo (24) estará presente no Projeto Museu Vivo, do Museu do Folclore de São José dos Campos, mostrando sua sabedoria musical. Também participarão das atividades o lorenense Carlos Roberto Torres e a mineira Sofia Faria Ramos, que farão, respectivamente, pipas e doce de leite. O encontro é aberto ao público e acontece na área externa do museu, das 14h às 17h.

O gosto de Ronnie pela música vêm da família. Seu bisavô e tios eram moçambiqueiros e dançavam Folia de Reis e São Gonçalo. Em 1995 assumiu a liderança das danças, ocupando os lugares dos mestres que ficaram doentes. Há dez anos participa da ‘Domingueira de Viola’ realizada em Paraibuna e por outros 11 (de 2001 a 2012) integrou os movimentos de seresta. Em 2006 recebeu o título de Mestre de Cultura Popular durante o Revelando São Paulo.

Numa outra vez que participou do ‘Museu Vivo’, em 2015, Dona Sofia, como é conhecida, mostrou todo seu saber ao fazer paçoca no pilão. Neste domingo ela vai demonstrar o seu conhecimento ao produzir doce de leite. Hoje ela é dona de casa, mas também já trabalhou no comércio por muitos anos, tendo se aposentada como vendedora.

 

 

O terceiro participante da programação, Carlos Roberto, passou toda sua infância e juventude na cidade onde nasceu, Lorena. Foi lá que, durante as férias de julho e janeiro, numa rua sem saída na periferia da cidade, ele aprendeu a fazer e empinar pipas. Sabedoria que pode parecer simples, mas que requer muita criatividade e habilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *