Notícias

Além da costumeira conversa com representantes da cultura popular regional, as duas edições virtuais do Museu Vivo deste mês, previstas para acontecer nos próximos domingos, dias 22 e 29, também abordarão o novo projeto do site Balaio Galeria (www.balaiogaleria.com), lançado pelo Museu do Folclore de São José dos Campos no início da semana.

 

Os encontros serão transmitidos pelo Facebook do museu, a partir das 16h, com mediação da pesquisadora Tiane Tessaroto e participação especial da pesquisadora e responsável pelo projeto, Renata Sparapan. “O site já está ativo e vamos aproveitar a oportunidade para detalhar a proposta do projeto”, adianta Renata.

 

O projeto Balaio Galeria visa dar visibilidade e valorizar, por meio de um site na internet, a arte popular do Vale do Paraíba e é resultado de um projeto piloto iniciado em 2019. Segundo Renata, “a partir de pesquisas, vamos registrar e divulgar artes e artistas com suas formas de expressões, memórias, identidades e técnicas”.

 

Figureiras

 

O primeiro segmento pesquisado pelo projeto é a cerâmica figurativa, feita pelas figureiras, arte bastante conhecida no Vale do Paraíba. Este mesmo segmento será abordado nas edições do Museu Vivo de agosto, com Benedito Domingos dos Santos (Benê) e sua irmã, Fátima Aparecida dos Santos (dia 22), filhos da figureira Maria Benedita dos Santos, a Lili Figureira (já falecida); e Tina Lemos (dia 29).

 

Perfis

 

Benê

Benê, como é mais conhecido, é joseense e, além de figureiro, é artista popular, cenógrafo, bonequeiro, brinquedeiro, luthier, pesquisador, escritor e fotógrafo. Desenvolve pesquisas de instrumentos populares, arte do empapelamento e técnicas de construção de bonecões. É autor do livro ‘Gigantes do Vale’ (2012) e foi responsável pela confecção de bonecões, cavalos e adereços do filme ‘Aparecida, o Milagre’.

 

 

 

 

Fátima

Fátima Aparecida também é joseense, figureira, pesquisadora, oficineira e autora do livro biográfico ‘Lili Figureira’ (2012), juntamente com seu outro irmão, Donizetti dos Santos. É graduada em Pedagogia e pós-graduada em Arte Terapia. Atuou por 30 anos na educação infantil, como professora da Prefeitura de São José.

 

 

 

 

 

 

Tina

Angela Cristina Lemos ou Tina Lemos, é nascida em São José. É artesã, ceramista e figureira. Ela é graduada em Educação Artística e Artes Visuais e especialista em Cultura Popular. Entende que fazer figuras não é somente manusear o barro, mas saber os seus significados, signos e símbolos, interpretar e compreender a sua importância no contexto artístico, histórico e cultural.

 

Gestão

 

O Museu do Folclore de São José dos Campos está instalado no Parque da Cidade, em Santana, região norte, desde 1997. Sua gestão é feita pelo CECP (Centro de Estudos da Cultura Popular), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.

 

Museu do Folclore de SJC

Av. Olivo Gomes, 100 – Santana (Parque da Cidade)

(12) 3924-7318

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *