Sem categoria

O Museu do Folclore de São José dos Campos realiza, pela segunda vez este mês, mais uma edição do Programa Museu Vivo, que oferece ao público a possibilidade de conhecer e vivenciar ‘saberes’ e ‘fazeres’ da cultura popular, por meio dos próprios detentores. A atividade acontece neste domingo (29), entre 14h e 17h, na área externa do museu, reunindo, reunindo representantes nas áreas de artesanato, culinária e música.

 

A joseense Lídia Jovina Pires da Silva (à direita na foto grande) é uma das participantes e vai demonstrar seu conhecimento no artesanato, que lhe permite fazer bolsas com material reciclado, crochê, crochê de grampo, tear de pregos, bordados com pedraria e bijuterias. Lídia faz vários tipos de artesanato desde sua adolescência, mas a bolsa de material reciclado ela aprendeu com uma amiga da sua irmã.

 

O saber na culinária ficará por conta da mineira Maria José Oliveira, que fará bolinho de chuva. Uma iguaria, assim como outras, que ela aprendeu a fazer com a mãe. “Eu tinha 12 anos quando minha mãe me ensinou a fazer bolinho frito de polvilho e outros também. Muita coisa eu aprendi apenas de ficar olhando ela fazer”, conclui Maria José.

Na música, o participante será o também mineiro Sebastião Reis Xavier da Fonseca, mais conhecido como Renê Xavier. “Eu comecei a tocar com 15 anos e aprendi com meus pais. Em casa sempre realizamos rodas de viola com a família e amigos”, conta Sebastião. Depois que se aposentou da profissão de pedreiro tem se dedicado mais à música e dificilmente recusa um convite para mostrar seu saber.

 

O Museu do Folclore é um espaço da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e sua gestão é feita pelo Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), organização da sociedade civil sem fins lucrativos, com sede em São José dos Campos.

 

Museu do Folclore de SJC

Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

(12) 3924-7318

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *