Sem categoria

Faleceu na manhã do dia 4 de setembro, aos 77 anos, no Hospital Municipal de São José dos Campos, onde estava internada, a figureira Maria Benedita Vieira, mais conhecida por Mudinha. Atualmente vinha participando do projeto Vivenciando a Cultura Popular, da Fundação Cultural Cassiano Ricardo, numa ação de salvaguarda do patrimônio imaterial que Mudinha representava.

No ano passado, juntamente com outros mestres da cultura popular local, a figureira foi homenageada pela Fundação Cultural com o Prêmio de Mestre Cultura Viva. Suas figuras em barro são conhecidas por muitas pessoas de São José, onde nasceu, e podem ser vistas na exposição permanente do Museu do Folclore, nas salas São José dos Campos (pavão) e Religiosidades (presépio).

Mudinha aprendeu o ofício com sua mãe, que usava as figuras de barro para educar a filha, que nasceu com deficiência da fala. Por meio dos objetos que moldava encontrou um meio de expressar cenas do cotidiano e do seu imaginário. Ela produzia pavões, animais da roça e da floresta, além de objetos como vasos de flores e cenas de mulheres trabalhando e casais em bancos de praça.

Maria Benedita também participou, em muitas oportunidades, do projeto Museu Vivo do Museu do Folclore, tendo sido destaque também na 22ª edição da Coleção Cadernos de Folclore (‘O Saber e o Fazer no Museu do Folclore’), ao lado de outros representantes da cultura popular local. Mudinha também faz parte do vídeo ‘Chuva de Anjos’, que mostra o trabalho de várias figureiras do Vale do Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *